Direito criativo: a interlocução de saberes entre a ciência jurídica e a literatura por meio do estudo da ficção

Autores

  • Marco Antonio Turatti Junior Universidade Estadual do Norte do Paraná

Palavras-chave:

interdisciplinaridade, verdade, obra literária, direito

Resumo

Considerando o encontro dialógico dos saberes entre o direito e a literatura como um benefício para a construção de uma ciência jurídica mais ampla e eficaz, objetiva-se estudar o instituto da ficção que traz importantes reflexões sobre o uso da criatividade em ambos. Para tanto, procede-se um estudo heurístico de comparação entre os dois campos do conhecimento e uma revisão de bibliografia acerca do tema. Desse modo, observa o quão importante é o campo jurídico abrir-se para o chamado direito criativo e permitir que novas fontes e novos recursos sejam utilizados para aproximar-se da verdade, o que permite concluir que o estudo interdisciplinar entre o direito e a literatura é uma ferramenta importante pelo caráter social compartilhado por elas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antonio Turatti Junior, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Doutor em ciência jurídica pela Universidade Estadual do Norte do Paraná.

Downloads

Publicado

31-08-2023

Como Citar

JUNIOR, M. A. T. Direito criativo: a interlocução de saberes entre a ciência jurídica e a literatura por meio do estudo da ficção: . Revista do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, [S. l.], v. 35, n. 2, p. 80–93, 2023. Disponível em: https://revista.trf1.jus.br/trf1/article/view/492. Acesso em: 22 fev. 2024.